cartas-imgHeader

Carta 7

7. Carta de notícias enviada por Mário Pedrosa a Lívio Xavier. São Paulo, 14 de outubro de 1925. Original. 1 folha.1Trata-se apenas da parte final da carta. Junto com ela está a carta de 29 de agosto de 1925. (Contém marginália). [Livio-1925-08-29, fl. 2]

[fl. 1]

Vou ler o bicho, achei muito pequeno, devias terte estendido mais, que era para encher a revista. Gostei de tom dogmatico e preciso com que foi redigido, mas talvez não seja muito accessivel as mássas pelo rigorismo sociologico da terminologia, comprehendes.2No começo de sua militância no PCB, Pedrosa dedicou-se à criação de uma revista para o partido, da qual seria editor. Esse foi um tema recorrente nas cartas trocadas com Lívio Xavier no período. A Revista Proletária de fato saiu, mas teve apenas uma edição, publicada em janeiro de 1926.

Na margem superior da folha, em posição diagonal: 14-10-25

Até o fim a revista sahirá.

–– Vou terminar, sem mais nada. Cheguei da rua, são 11 horas, La entre os camaradas não estive porque não pude, falta de tempo, mas projecto ir amanhã sem falta. Manda-me mais uma cousinha, agora que ja começaste, vamos, mais um esforçosinho que a posteridade registará em teu favor as bôas acções que hoje, nesse teu instante da vida, porventura, e por devotamento e sacrificio, á causa fizeres. Serei teu testemunho, por mim, tua memoria será perpetuada, dormirás, á sombra de Lenine,3Vladimir Ilyich Ulianov, mais conhecido como Lenin. Teórico marxista e revolucionário, foi o principal líder da Revolução Russa e chefe de governo da União Soviética (URSS) até sua morte, em 1924. ao pé do muro vermelho do Kremlin, poeta, outro destino não desejarás para os andrajos de teu corpo. Meu caro desgraçado, por quantos dias e dias ainda não havemos de carregar sobre os hombros essa sinistra inutilidade para que nascemos, as nossas phalanges franzinas não têm forças para modelar o barro informe da nossa vida e muito

Continua na margem esquerda: menos o sapé inamoldavel do Brazil, é morrer.

E emquanto não se morre, se diz que se vae morrer em carta aos amigos, as amigas a ti, impostor, ou de outro geito e outro tamanho.

Mario.

Notas

1. Trata-se apenas da parte final da carta. Junto com ela está a carta de 29 de agosto de 1925.

2. No começo de sua militância no PCB, Pedrosa dedicou-se à criação de uma revista para o partido, da qual seria editor. Esse foi um tema recorrente nas cartas trocadas com Lívio Xavier no período. A Revista Proletária de fato saiu, mas teve apenas uma edição, publicada em janeiro de 1926.

3. Vladimir Ilyich Ulianov, mais conhecido como Lenin. Teórico marxista e revolucionário, foi o principal líder da Revolução Russa e chefe de governo da União Soviética (URSS) até sua morte, em 1924.